Virei noiva, e agora?

Destacado

Estou passando por uma fase nova, tanto no trabalho quanto na vida. Resolvi então voltar a escrever e dar uma carinha diferente ao blog.
Depois de ajudar a realizar mais de 150 casamentos, chegou a hora de me preocupar também com o meu… E aí? O que acontece quando a assessora vira noiva?
Estou entrando de cabeça nesse universo, que antes eu enxergava de outro ângulo e outra maneira, e agora consigo sentir um pouquinho que seja do que minhas clientes sentem e pensam…
A partir de hoje os posts serão tanto para contar as trapalhadas pelas quais tenho passado com a organização do meu casamento, quanto para contar um pouco sobre os detalhes de tudo, e claro, também continuar tirando dúvidas das noivinhas….
Começo a partir de agora a PROFISSÃO NOIVA… 2017 chegando e me casamento também… Obaaaa!

Anúncios

BOLO DA NOIVA OU SOBREMESA?

Tags

, , , , , , , , , , , , , , ,

Hoje quero levantar discussão sobre uma pergunta que tem sido frequente entre as noivas: é deselegante não colocar bolo no cardápio do casamento? A resposta é: Sim e Não. Mas como assim? Vamos lá..

Existem alguns pontos de vista a respeito, e a maioria das pessoas acha obrigatório ter o “bolo da noiva” como sobremesa. Porém, atualmente não existem apenas casamentos tradicionais e muitos buffets têm oferecido opções de sobremesas deliciosas aos noivos… Aí é um dos momentos de analisar o que você está oferecendo aos seus convidados no geral…

Se seu casamento for no estilo clássico, com toda pompa e tradições, é importante sim que exista um bolo. Mesmo que você não goste, os convidados vão esperar. E casamento tradicional tem bolo, de preferência em sabor que seja neutro e consiga agradar a maioria. Os mais tradicionais são: brigadeiro, brigadeiro branco, prestígio, dois amores e torta mineira.

Se você opta por fazer um casamento temático, ele não se limita apenas a decoração e trajes diferenciados, existe toda a liberdade de ousar e puxar todo o seu cardápio para o estilo de festa que escolheu. Um casamento caipira, por exemplo, pede que a comida seja toda típica e a sobremesa seja uma mesa de doces caseiros, paçocas, pode até ter trufas, mas todas em sabores típicos do estilo. E o bolo? Faça vários, de cenoura, fubá, aipim… Com certeza seu casamento ficará para a história e ninguém sentirá falta do bolo tradicional.

Se você quer partir para o estilo moderno, opte por um cardápio variado e diferente e coloque uma sobremesa gourmet. Existem diversas tortilhas e mono porções, cheeshecakes com geléias de frutas, petit gateau, entre outras opções que podem dar um ar de sofisticação ao seu grande dia.

Mas existe uma maneira de não errar de forma alguma: ofereça opções variadas aos seus convidados… Mesa de doces é a parte mais cobiçada de um casamento, não deixe faltar. E quanto à outra sobremesa? Escolha algo diferenciado e compre também o bolo da noiva, porém, em quantidade bem menor. Com certeza poucos convidados optarão por comer bolo, mas quem gosta de coisas tradicionais, não terá motivos para falar mal depois.

doce1

www.tbfoto.com.br COCO BAMBU - BRASILIA/DF - 15/05/2013 Foto: Tadeu Brunelli ATENÇÃO: Toda foto deve ser publicada com o crédito do autor, na sua íntegra sem cortes ou modificações, de acordo com a Lei Nº 9.610 de 19/02/1998.

doce3

Fotos: Google imagens

Texto: Carolina Turini – Assessora e Cerimonialista

Tom sobre tom – Escolhendo o vestido das madrinhas

Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Depois de muito tempo do blog fora do ar (por falta de tempo para cuidar), vamos retornar hoje (depois de tantos pedidos e muito felizes pela repercussão) com um assunto que me tem sido questionado por muitas noivas e sempre gera dúvidas: madrinhas utilizando vestido da mesma cor…

Vamos começar então contando um pouquinho sobre essa tradição. Os casamentos brasileiros estão cada vez mais buscando tendências e inspirações fora… Essa tendência dos vestidos iguais veio principalmente dos EUA. Mas o que significa?

De certa forma, as madrinhas ganham um destaque no altar ou lugares próximos a ele nos templos e cerimônias em geral. Torna-se então esteticamente agradável, a visão delas em harmonia com as escolhas decorativas e estilo do casamento. É uma maneira de as noivas não se preocuparem se haverá alguma madrinha com vestido muito chamativo, ou até mesmo para não correr o risco de alguma deselegante usar tons claros demais para brigar com o vestido de noiva.

Os vestidos exatamente iguais podem a princípio parecer bregas, ou inspirar a idéia de madrinhas de festa de 15 anos. Porém, ao mesmo tempo simboliza aquele time de super amigas da noiva, além de deixar a imaginação do fotógrafo criar cenas incríveis a serem registradas. Porém, a idéia pode gerar constrangimento e até deixar alguma madrinha triste… Não tem como ignorar a idéia de que cada uma tem um biótipo, uma estrutura física diferente e que nem todas ficam bem vestidas com aquele determinado modelo de vestido.

Diante da situação de não deixar nenhuma super amiga, tia ou cunhada sem graça, surgiram então algumas alternativas para padronizar e deixar todas felizes:

  1. A noiva pode estipular uma cor e permitir que as madrinhas busquem nuances e pedras ou rendas da maneira que preferirem e que acharem que lhes cai bem. Por exemplo: Tons de rosa, Tons de azul, Tons de verde. Geralmente esta acaba sendo a alternativa preferida das noivinhas.
  2. Que tal presentear os padrinhos com uma gravata? Sabe aquele convite especial e diferente que as noivas entregam para os padrinhos? A idéia de dar gravatas no tom que esperam os vestidos pode influenciar as marinhas a buscar os vestidos na mesma cor e ainda facilita a escolha de roupa do padrinho. BINGO. Não tem erro.
  3. Se for estipular uma cor específica, o ideal é que as noivas escolham uma cor que caia bem para todo tipo de pele… Optar por cores básicas pode facilitar: vermelho, preto, azul royal, Pink… Mesmo que as opções e tornem um pouco mais limitadas, as madrinhas poderão ainda escolher os modelos que mais lhes convém.

Mas como pedir para que essas madrinhas utilizem aquele determinado tom de vestido?

É simples. Primeiramente, no momento em que você escolhe as pessoas que estarão ao seu lado como testemunhas no altar, já se sabe que essas pessoas são íntimas e pessoas que geralmente gostam muito do casal. No caso, ao entregar o convite (que no caso de padrinhos deve ser pessoalmente), leve uma amostra de tecido na cor que deseja que as madrinhas estejam vestidas e explique que escolheu aquela cor especificamente pois tem certeza que além de deixar seu casamento ainda mais lindo, sabe que irá valorizar o tom de pele e as curvas dela.

Outra coisa que aterroriza a cabeça das noivas neste assunto é que tom escolher. Não é nem um pouco deselegante utilizar os tons da decoração, muito pelo contrário, fica ainda mais lindo, o tom sobre tom, a brincadeira das nuances. Ainda assim tem dúvidas? Vá de pretinho básico. Não existe esta de que preto não pode ser usado em casamento. A única restrição é o branco exclusivo da noiva. Preto é lindo, é elegante, chique. E pode ser aliado de um buquêzinho nos tons que a noiva escolher.

São tantas alternativas para padronizar que não tem erro. Dica para as noivinhas? Vão fundo por fica M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O.

Foto: André Lança (Maringá)

Foto: André Lança (Maringá)

Foto: André Lança (Maringá)

Foto: André Lança (Maringá)

Foto: Marlon Borges (Perfect Fotografia Maringá)

Foto: Marlon Borges (Perfect Fotografia Maringá)

Texto: Carolina Turini (Assessora e Cerimonialista de Maringá e Região)